Novo serviço de streaming de música da Apple "Music" chega atrasado

Nada revolucionário, como de costume ultimamente na Apple onde só copia e nada de inovar.
O Apple Music será liberado para iPhones, iPads, Macs, computadores, Apple TVs e para celulares que rodem Android, sistema operacional do Google, em 30 de junho. Cerca de 100 países irão receber o serviço, mas a Apple não informou quais países fazem parte da lista.
Os três primeiros meses de assinatura serão gratuitos. A mensalidade custará US$ 10. O pacote família, para até seis usuários, cobrará US$ 15 por mês.
O serviço funcionará no aplicativo Music e terá a rádio Beats One, com programação e que funcionará em 100 países.
O Music terá uma função chamada Conect, que permitirá que os fãs de um cantor acompanhem as publicações dele, como as fotos, atualizações de Facebook e Twitter.