Preocupante: 146 falhas de segurança são encontradas em aplicativos pré-instalados no seu celular Android

Preocupante: 146 falhas de segurança são encontradas em aplicativos pré-instalados no seu celular Android

18 de novembro de 2019 0 Por Suporte Rede Digital

Os aplicativos pré-instalados em telefones celulares ou laptops são um dos piores flagelos para os consumidores. Além de comprometer o desempenho ou derreter a bateria do dispositivo muito mais rapidamente, agora temos um estudo que confirma que nossa segurança está comprometida. No caso do sistema operacional do Google, 146 falhas de segurança são encontradas em aplicativos pré-instalados nos telefones Android mais populares. Fornecemos mais detalhes do estudo que os localizou em até 29 aplicações diferentes.

A Kryptowire , uma empresa de segurança focada em dispositivos móveis que trabalhou para a Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA) e o Departamento de Segurança Interna ou DHS S&T, publicou um relatório sobre vulnerabilidades nos diferentes firmwares para celulares Android com data de novembro de 2019.

O buraco negro dos aplicativos pré-instalados no Android

O resumo do estudo explica que os aplicativos pré-instalados no Android são um risco para os usuários que podem tornar vulnerável um dispositivo seguro a priori. Para ver o impacto na segurança desses aplicativos, a empresa realizou um estudo sobre os principais firmwares pré-instalados dos fabricantes do Android.

Até 29 fabricantes de celulares Android foram analisados com Samsung, Xiaomi ou Asus como os fabricantes com os aplicativos mais vulneráveis. No entanto, os próprios fabricantes não se adiantaram em apontar que o estudo não é inteiramente fiel à realidade. Por exemplo, a Samsung explicou que analisou os aplicativos em questão e determinou que as proteções apropriadas foram aplicadas.

Obviamente, deve ficar claro que, no caso da Samsung, apenas é feita referência ao com.samsung.android.themecenter em suas diferentes versões para vários modelos. No caso da Xiaomi , temos mais variedade nos aplicativos afetados, encontrando alguns como:

com.miui.powerkeeper

com.huaqin.factory

com.qualcomm.qti.callenhancement

Além dos fabricantes, o estudo destaca o problema com o sistema Google BTS . O Build Test Suite ou BTS, por sua sigla, é um sistema que verifica os aplicativos pré-instalados nas diferentes versões do Android que facilitam os fabricantes aos usuários. Este sistema procura aplicativos pré-instalados maliciosos.

No caso de detectar problemas de segurança com esses aplicativos pré-instalados, o Google entra em contato com o fabricante para corrigi-lo. Se confiarmos no estudo realizado por Kryptowire, o sistema BTS do Google “vazou” 146 vulnerabilidades , pelo menos é o número nos dispositivos analisados.